agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
Notícias
FALE COM A REDAÇÃO:

Psicólogo destaca importância do Setembro Amarelo

Para especialista, pandemia coloca os humanos em contato direto com sua fragilidade
Postado em: 21/09/2021 às 15:24
Autor: Redação

O psicólogo João Paulo do Prado Rodrigues, do Centro de Referência Ambulatorial de Saúde Mental Adulto (CRASMA) falou sobre a importância do Setembro Amarelo, campanha realizada durante o mês que é dedicado à prevenção do suicídio.

Para ele, o atual momento pelo qual passa a humanidade exige ainda mais esforços para evitar esse mal. "Todo o planeta está enfrentando a pandemia da Covid-19 e nunca se viu de tão perto a morte de pessoas. A situação nos coloca em contato direto com a nossa maior fragilidade. Como prevenir tentativas de suicídio, sendo que, infelizmente, os índices de ocorrência têm aumentado e se tornado um problema de saúde pública? Nós, da psicologia, acreditamos que a palavra pode ajudar. Poder falar da tristeza, das ideias, de pensamentos pessimistas, da desesperança, do desespero, pode ser a porta para sair dessa situação angustiante", analisa.

O psicólogo destaca também a necessidade de estabelecer uma rede de apoio. "Pode ser a família, amigos, a comunidade, e mesmo a rede social na internet pode ser utilizada. Tudo que uma pessoa deprimida, sem esperança e que esteja pensando em atacar a própria vida precisa é de contato, por mais que tente se isolar. Ela precisa de um interlocutor para poder simbolizar sua tristeza. O suicida raramente quer matar toda sua vida, geralmente quer matar uma ideia, um sentimento, esquecer um fato", acrescenta o profissional.

A escolha de setembro se deu pelo fato do dia 10 deste mês ser o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. A iniciativa teve início no Brasil em 2015 e foi resultado de um trabalho entre o Centro de Valorização da Vida (CVV), o Conselho Federal de Medicina (CFM) e Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP).

Em Araraquara, a ação é realizada pelo CAPS II (Centro de Atenção Psicossocial, para pacientes com transtornos mentais), CAPS-AD (para pacientes em uso de substâncias psicoativas), CRASMA (Centro de Referência Ambulatorial de Saúde Mental Adulto) e Espaço Crescer (para crianças e adolescentes). Os profissionais dessas unidades disponibilizarão rodas de conversa sobre o tema para todas as equipes da Atenção Básica, nos horários de reuniões, e também serão ministradas palestras sobre o assunto.

A programação conta com palestras e rodas de conversas, em eventos que serão divulgados ao longo do mês pelas redes sociais da Prefeitura. A próxima roda de conversa serão realizadas no dia 23, quinta, das 15 às 16 horas, no ESF do Jardim Ieda I. No dia 25, domingo, será realizada uma palestra para adolescentes na paróquia Nossa Senhora Aparecida, com o psicólogo Fernando Muniz.