agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
Notícias
FALE COM A REDAÇÃO:

Em liberdade após confessar homicídio, jovem é preso por roubo em Guatapará

Rapaz de 18 anos voltou ao local do crime e revelou aos policiais como matou homem de 50 anos e transportou em carriola até o rio
Postado em: 19/02/2018 às 16:01
Autor: Chico Lourenço
Em liberdade após confessar homicídio, jovem é preso por roubo em Guatapará
Leonardo Felipe Carvalho Santos, 18 anos, confessou que matou e jogou corpo em rio

O crime que chocou a pequena cidade de Guatapará e região ocorreu há mais de 20 dias, mas a polícia ficou sabendo somente na última quinta-feira, dia 15, quando o jovem Leonardo Felipe Carvalho Santos, 18 anos, confessou com frieza a prática do homicídio. Ele revelou aos policiais civis que assassinou Paulo César Marchini, 50 anos, e jogou o corpo no rio durante a madrugada do último dia 27 após um desentendimento (vídeo abaixo).

Mas, como não havia flagrante, permaneceu em liberdade. Na sexta-feira, dia 16, o delegado Eduardo Eduardo Limbrandi pediu a prisão preventiva dele, mas como a justiça não expediu o mandado durante o final de semana, ontem (18) Leonardo voltou ao mundo do crime.

Acompanhado de dois homens, ele participou de um roubo neste domingo, em Guatapará, que acabou com o proprietário esfaqueado. Um dos colegas dele assumiu ter esfaqueado a vítima durante a ação. Mas, horas depois, os três foram presos.

Na tarde desta segunda-feira, dia 19, Leonardo, que saiu da Fundação Casa há quatro meses foi encaminhado para a cadeia de Santa Rosa do Viterbo pelo crime de roubo. Até a publicação dessa reportagem a justiça ainda não havia expedido o mandado de prisão pelo homicídio.

 

Crime de homicídio

Leonardo alegou que a vítima havia passado a mão em sua companheira e também na enteada dele e acabaram discutindo. Todos moravam no mesmo imóvel e foram dormir, mas na madrugada do dia 27, durante um novo desentendimento, o rapaz de 18 anos acertou a cabeça da vítima com uma cadeira e continuou as agressões com pauladas.

Para concluir o homicídio, Leonardo Felipe Carvalho Santos cortou o pescoço de Marchini com um facão. Depois, fez vários furos no corpo para evitar que ele boiasse e, com a ajuda de uma carriola, jogou a vítima no rio. Na tarde de sexta-feira os Bombeiros de Ribeirão Preto realizaram buscas no rio, mas o corpo Paulo César Marchini ainda não foi encontrado.