agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
Notícias
FALE COM A REDAÇÃO:

Juíza mantém em liberdade acusados de matar motorista

Funcionário da Prefeitura de Boa Esperança foi espancado durante uma pescaria no mês de outubro
Postado em: 27/11/2017 às 17:25
Autor: Chico Lourenço
Juíza mantém em liberdade acusados de matar motorista
Motorista da Prefeitura foi espancado após discutir com colegas (Foto: Arquivo Pessoal)

Por decisão da juíza da 2ª Vara Criminal de Jaú, seguem em liberdade os dois homens suspeitos de matar o motorista João Luiz do Amaral, 44 anos, funcionário da Prefeitura de Boa Esperança do Sul, no dia 15 de outubro.

A vítima foi espancada com socos, chutes e golpes de capacetes por causa de um desentendimento enquanto participava de uma pescaria com dois colegas e duas mulheres na ponte do Rio Jacaré Pepira, em Bocaina.

Os acusados do homicídio, que também são da cidade de Boa Esperança, procuraram a polícia no dia seguinte para devolver uma motocicleta e o carro da vítima, mas negaram a autoria do crime. Um deles, inclusive, estava com lesões pelo corpo e alegou ter caído com a moto.

Mas para o delegado Gustavo Alonso Garmes, de Bocaina, que conduz as investigações, não há dúvidas que os dois são os autores do homicídio.

Dias após o crime o delegado pediu a prisão temporária dos dois suspeitos por 30 dias, mas não foi atendido pela Justiça. A juíza de Jaú entendeu que, como os suspeitos têm residência fixa e já tinham sido ouvidos pela Polícia Civil, não havia necessidade das prisões.

Após espancar o motorista os autores do crime tentaram esconder a vítima, cobrindo o corpo de João Luiz do Amaral com terra e folhagem. Ele foi socorrido e morreu no hospital de Jaú cinco dias depois. O crime chocou a cidade de Boa Esperança do Sul.

 

Relembre o caso

No domingo, dia 15, a vítima foi com dois colegas e duas mulheres para uma pescaria. Durante o encontro, Amaral resolveu retornar para Boa Esperança, em seu carro, com um dos companheiros para comprar bebida e alguns itens para o churrasco. Mas teria havido um desencontro dos dois na cidade, sendo que o rapaz voltou para o local do churrasco e deixou o dono do carro a pé.

Amaral pegou uma motocicleta e voltou para a pescaria, onde houve um desentendimento com os dois colegas e acabou espancado. De acordo com o delegado Gustavo Alonso Garmes, de Bocaina, que conduz as investigações, além de tentar esconder a vítima com terra e folhas, acreditando que o homem estava morto, os agressores ainda fugiram no carro e na moto do funcionário público.

Uma testemunha acionou a polícia e equipe de socorro, mas o motorista da Prefeitura de Boa Esperança morreu no hospital na manhã desta sexta-feira (20).