agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
Notícias
FALE COM A REDAÇÃO:

Casos de dengue sobem para 3.824 em Araraquara

Último levantamento apontava 2.790 confirmações da doença. Prefeitura alega que crescimento de casos ocorreu devido à “força tarefa” na análise das suspeitas
Postado em: 18/03/2019 às 11:56
Autor: Chico Lourenço
Casos de dengue sobem para 3.824 em Araraquara
Mutirão recolheu 11 toneladas de inservíveis no final de semana

Araraquara confirmou nesta segunda-feira, dia 18, a marca de 3.824 casos de dengue no ano de 2019. O crescimento foi de 1.034 casos em uma semana. Na atualização da semana anterior a Secretaria da Saúde de Araraquara informou que o município tinha 2.790 casos confirmados.

Entretanto, em entrevista ao Jornal da Morada (AM/FM), da semana passada, a secretária da saúde, Eliana Honain, ressaltou que o setor estava avaliando cerca de 5 mil fichas de casos suspeitos e, que nos próximos dias, os números poderiam aumentar.

Em nota, a Prefeitura informou que 803 casos que aguardavam resultado foram descartados entre os dias 11 e 18 de marços. “O crescimento acima da média registrada nas últimas semanas se deu, porque houve uma força tarefa no sábado (16) e domingo (17) para agilizar a contagem das fichas de pacientes suspeitos que aguardavam conclusão”, disse a Prefeitura.

Mutirão recolhe 11 toneladas de inservíveis

A Vigilância Epidemiológica realiza a partir desta segunda-feira (18) a nebulização no bairro do Santana. A nebulização é feita em locais onde existem casos confirmados, pois a aplicação do veneno só mata o mosquito adulto e que está no local da aplicação. Os bloqueios casa a casa seguem acontecendo no Melhado e na Vila Gaspar.

No sábado (16) as equipes da Vigilância Epidemiológica realizaram o mutirão contra a dengue nas regiões do Jardim Imperador, Harmonia, Botânico e Maria Luiza l, recolhendo cerca de 11 toneladas de inservíveis e materiais que podem significar acúmulo de água e criadouros do mosquito da dengue.

Denúncias

Denúncias de imóveis abandonados também podem ser realizadas pelo telefone da Ouvidoria da Vigilância Epidemiológica pelo 0800-7740440 ou através do Whatsapp da Prefeitura – (16) 99760-1190. Moradores que não permanecem em casa para receber as equipes podem agendar uma visita pelo telefone da ouvidoria.