agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
Esporte
FALE COM A REDAÇÃO:

Conheça a trajetória do novo técnico da Ferroviária

Vinicius Munhoz é gaúcho, tem 39 anos e espera aproveitar a oportunidade à frente da Locomotiva
Postado em: 22/06/2018 às 02:33
Autor: Carlos André de Souza
Conheça a trajetória do novo técnico da Ferroviária
Vinicius Munhoz durante sua primeira conversa com o elenco afeano. Foto: Carlos André de Souza

Apresentado oficialmente nesta quinta-feira (21) como novo técnico da Ferroviária, Vinicius Munhoz concedeu entrevista (leia mais) e já comandou seu primeiro treino visando a disputa da Copa Paulista, que terá início em agosto.

Durante sua apresentação oficial na Sala de Imprensa da Fonte Luminosa, o diretor executivo Pedro Martins justificou a escolha do profissional. “A escolha do Vinicius foi fruto de muita conversa entre todos os líderes do clube. Naturalmente, quando há uma troca de comando, a Ferroviária recebe uma série de indicações, de currículos, de pessoas querendo trabalhar aqui. Desde a chegada do Roque Júnior foi determinado que escolheríamos um perfil de um profissional que tivesse as características da Ferroviária e que tivesse tudo a ver em termos do que a Ferroviária já estava construindo em termos de projeto. Depois de muitas conversas, pudemos verificar que o Vinicius era o nome certo para o cargo. Ele vem com a tarefa de integrar todas as comissões do clube, de transformar e trazer esse conceito de futebol único que a Ferroviária já está desenvolvendo cada vez mais para a prática”, explicou o diretor.


A trajetória do treinador

Vinicius da Cunha Munhoz tem 39 anos de idade, nasceu em Santa Maria (RS), é formado em Educação Física na UFSM e pós-graduado em Treinamento Desportivo na Universidade Gama Filho. Iniciou sua trajetória comandando as categorias de base do Internacional de Santa Maria, um dos times mais tradicionais do interior gaúcho. Passou a auxiliar o time profissional, tanto na parte técnica como na preparação física.

EM 2003, o gaúcho fez estágio com Moraci Santanna no Corinthians, que disputava o Paulistão e a Libertadores. Logo após, Vinícius Munhoz voltou para o seu estado, onde foi convidado pelo Grêmio de Porto Alegre (RS) para ser um dos seus preparadores físicos da equipe pela qual participou das campanhas no Gauchão, Copa do Brasil e Libertadores em 2004.

Em 2005, foi convidado pela CBF para ser preparador físico e assistente técnico da Seleção Brasileira de Futebol Feminino Sub-20, onde posteriormente sagrou-se campeão sul-americano da categoria no Chile e terceiro colocado na Copa do Mundo Sub-20 na Rússia. Voltou à CBF em 2008, quando coordenou a preparação física da Seleção Feminina nas Olimpíadas de Pequim.

Entre 2009 e 2010, Vinicius atuou como preparador físico e assistente técnico do Saint Louis Athletica, equipe de futebol feminino da cidade de Saint Louis, estado do Missouri, Estados Unidos. A equipe disputou a Womens Professional Soccer (WPS), considerada a melhor liga de futebol feminino do mundo.

Passou ainda pelas equipes do Bento Gonçalves (RS), Fragata de Pelotas (RS), Audax (SP) e Mirassol (SP), onde levou, como técnico, o time sub-20 até as oitavas de final da Copa São Paulo de Juniores. Entre 2017 e 2018, atuou como treinador do Esporte Clube Internacional de Santa Maria, time onde começou sua carreira. Em duas temporadas, levou o time às quartas de finais da Divisão de Acesso do Campeonato Gaúcho.

 

Desafio profissional

Vinicius falou sobre o novo desafio de sua carreira. "Já conhecia a Ferroviária por depoimentos de profissionais que aqui passaram e por resultados e desempenho que essa equipe tem nos últimos anos. A partir do conehcimento dessas ideias de uma forma mais profunda, entendi que esse seria o momento de um desafio como esse que a Ferroviária me propôs", destacou.

O treinador falou sobre seu estilo de trabalho e espera obter bons resultados em Araraquara. “Chego com muita vontade de trabalhar e sou um treinador que me caracterizo por isso, com uma boa organização de equipe, ideias claras de jogo, bons estudos dos adversários, que procura corrigir o processo que vai acontecendo à medida em que os treinamentos vão se desenrolando e que a competição vai acontecendo. O trabalho do técnico passa muito por isso e é essa condição que eu coloco à disposição da Ferroviária”, completou.

Relacionadas

Carlos André de Souza
Ferroviária vence 1º teste para a Copinha
12/12/2018 às 01:14
Carlos André de Souza
Afeganistão lança Ação Solidária Sangue Grená
10/12/2018 às 23:59
Redação
Vinícius Munhoz participa de curso da CBF
10/12/2018 às 23:35

Notícias

Carlos André de Souza
Ferroviária vence 1º teste para a Copinha
12/12/2018 às 01:14
Carlos André de Souza
Afeganistão lança Ação Solidária Sangue Grená
10/12/2018 às 23:59
Redação
Vinícius Munhoz participa de curso da CBF
10/12/2018 às 23:35