agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
Cultura
FALE COM A REDAÇÃO:

Trio Zabumbê convida Carlos Malta

Show acontece nesta sexta-feira (24), no Sesc Araraquara
Postado em: 22/11/2017 às 08:09
Autor: Redação
Trio Zabumbê convida Carlos Malta
Divulgação

O trio araraquarense composto por Fabiano Marchesini (guitarra e violão), Beto Figueiredo (bateria e percussão) e Cleber Fogaça (baixo acústico e elétrico) se apresenta na sexta-feira (24), às 20 horas, no Sesc Araraquara. Nesta oportunidade, sobe ao palco acompanhado do músico, compositor, arranjador e multi-instrumentista Carlos Malta, em um encontro de gerações que propõe um mergulho na música instrumental popular brasileira.

 

Sobre o Trio Zabumbê

Desde 2014, o Trio Zabumbê atua no projeto semanal Quintas Instrumentais, em Araraquara, por onde já passaram convidados como Bob Wyatt, Rodrigo Digão, Cleber Carrapicho, Salomão Soares, Oliver Pelleti, Paulo Almeida, Cleber Shimu, Franco Lorenzon, entre outros.

Com uma sonoridade forte e marcada pela cultura brasileira, já estiveram em projetos e festivais pelo interior paulista, destaque para o Festival de Inverno de Jaú (2015), com a participação especial do saxofonista Vinícius Dorin; 2º Festival Cultural de São Manuel (2015), show e workshop; 1ª FAMI (Araraquara/2016), show e oficina: “Práticas em Música Brasileira”; Projeto Vanguarda Brasileira (Sesc Araraquara/2016), que teve como convidado Arismar do Espírito Santo; FestivAlto (Monte Alto/2016); 1º Festival Brasil Jazz Solidário (Ribeirão Preto/2017); entre outros. Os integrantes do trio Zabumbê já gravaram ao lado de Fernando Corrêa, Vinícius Dorin, Paulo Moura, Nailor Proveta, Daniel de D'Alcântara, Gabriel Grossi, Zé da Velha, Silvério Pontes, Henrique Cazes, Nicolas Krassik, Alessandro Penezzi, Oswaldinho do Acordeom, Alexandre Ribeiro, Michel Leme, Cuca Teixeira, entre outros.

 

Sobre Carlos Malta

O músico dos sopros Carlos Malta conhecido como O Escultor do Vento é multinstrumentista, compositor, orquestrador, educador e produtor, dono de um estilo totalmente original e criativo. Lançou vários CDs, entre eles Rainbow, em duo com o violoncelista suíço Daniel Pezzotti, indicado ao Prêmio Sharp, “O Escultor do vento”, onde mostra algumas de suas composições, over-dubbing seus saxofones e flautas e criando uma verdadeira orquestra de sopros; Carlos Malta e Pife Muderno, indicado ao Grammy Latino e onde Malta pôde elaborar e desenvolver um nova leitura para o repertório das bandas de pífaro; Tudo Coreto, com sua banda Coreto Urbano, com sete metais e três percussões, apresentando arranjos modernos calcados na tradição das bandas do interior; Pimenta, homenagem a “Pimentinha” Elis Regina, recriando clássicos eternizados pela voz da cantora, que vai para sua 3ª edição; Pixinguinha Alma e Corpo, onde preparou 10 arranjos para sopro e quarteto de cordas sobre a obra do mestre Pixinguinha; Ponto de Bala, uma coletânea de todos os CDs citados acima, comemorando seus 10 anos de carreira solo, e em 2006 “PARU” com o Pife Muderno em homenagem a seu grande amigo Paru, pajé da tribo Yawalapiti do Alto-Xingu. Em 2009 Malta lança novos CDs distribuídos na Dinamarca:Live Brasil com o Pife Muderno e a Big Band do Royal Conservatory of Music (Aarhus/DK); After the Carnaval em trio com o pianista dinamarques Thomas Clausen e a brasileira radicada na California Célia Malheiros; Tudo azul com seu quarteto e convidados.

Como educador, já deu aulas na Berklee School, no Conservatório da França, Universidade da Flórida e na Dinamarca, no Royal Conservatory of Music, onde em, ministrou curso de 2 meses, encerrando com um concerto de gala, como solista a frente da big band da academia. Liderando seus diferentes grupos, apresentou-se na China, França, Suíça, Inglaterra, Portugal, Estados Unidos, Alemanha, Holanda, Dinamarca, Suécia, África do Sul, Marrocos, Japão, Venezuela, República Dominicana e em Cuba onde tocou com Michel Legrand e Chucho Valdéz.

No Brasil, apresenta-se nas principais cenas da música instrumental do país. Sua carreira tem sido plural, com participações especiais nos shows de Bob Mc Ferryn, Dave Matthews Band, Roberto Carlos & Caetano Veloso no tributo a Tom Jobim. Malta realizou a turnê de lançamento de seu cd TUDO AZUL, pelo Norte e Nordeste do Brasil, com patrocínio da Petrobras. Seu novo trabalho sinfônico, a Suite Os elementos em 5 movimentos, foi interpretada em primeira audição mundial pela Orquestra Petrobras Sinfônica juntamente com o Pife Muderno em um concerto memorável.

Logo após tocou com o Pife Muderno na China, no Concert Hall da Cidade Proibida, em Pequim. Recentemente Malta e seu Pife Muderno arrabataram o Carnegie Hall em Nova Iorque. Carlos Malta segue esculpindo seus múltiplos timbres nos saxofones(barítono, tenor, alto e soprano), nas flautas (soprano, alto em sol, dó, baixo, piccolo) no pife, na di-zi e no shakuhachi, traduzindo através de seu sopro, a alma da música do Brasil.

Em 2013 estreou espetáculo “Saravá – Tributo a Baden e Vinícius” numa releitura dos afro-sambas da dupla. E tocou com Dave Mathews band em turnê de verão na Flórida/EUA. Para 2014, prepara lançamento de CD ao vivo e turnê do grupo CARLOS MALTA & PIFE MUDERNO, que completarão 20 anos de carreira.

 

Serviço

Show Trio Zabumbê convida Carlos Malta

Dia: 24/11, sexta

Horário: 20h

Local: Garimpo

Classificação: Livre

Grátis

Relacionadas

Redação
Griswolds e as animações da Disney
11/10/2018 às 16:44

Notícias

Redação
Griswolds e as animações da Disney
11/10/2018 às 16:44